POR DENTRO DA MÍDIA NO RÁDIO ANALISA O EFEITO DA CAPA QUE PASSA A SER UM SÍMBOLO NA COMUNICAÇÃO

POR DENTRO DA MÍDIA desta quarta-feira vai de encontro com a capa da primeira edição do jornal satírico “Charlie Hebdo” após o massacre da semana passada. O semanário sai com tiragem de 3 milhões e em 6 idiomas com o profeta Maomé na capa, chorando. A mensagem é direta e já, provoca reações dos muçulmanos. Esta força de divulgação e o pedido pela liberdade de imprensa só confirma ainda mais as apostas na comunicação feita via a web. Logo, vamos saber mais como a internet deve ser encarada como um comportamento e necessidade para o acesso à informação, nos modelos do que é hoje a escola rádio.

Acompanhe Luciana Freitas, com o POR DENTRO DA MÍDIA, sempre às quartas, às 8h35, na Roquette-Pinto. Sintonize 94,1 FM RJ e ouça por aqui

Por Dentro da Mídia com Luciana Freitas – 14/01/2015 by Painel Da Manhã on Mixcloud

As reações nesta manhã após a circulação da Charlie Hebdo já começaram. No noticiário internacional, temos registro que no Egito, o principal clérigo islâmico os observadores sociais estão atentos para registrar o que é provável ocorrer, a publicação “causar nas próximas horas uma nova onda de ódio. Na França, líderes da comunidade se dividem entre a condenação e pedidos de moderação. O governo francês anunciou novas medidas antiterror. Na internet, o meio expresso de se espalhar a informação já traz em diversos blogs e portais as fotos da publicação e de muitas bancas do centro de Paris, que tiveram os exemplares esgotados antes da 5 da manhã (nosso horário aqui no Brasil). E…. nós, brasileiros seguimos a tendência mundial, com hastag, com a colocação de fotos e banners do jornal que foi preparado pelos sobreviventes do ataque.

Capa do semanário Charlie Abdo de hojeCapa do semanário Charlie Hebdo de hoje

Ouvintes – internautas do POR DENTRO DA MÍDIA no Rádio! Quem ainda não teve oportunidade de ver a capa, faço aqui a descrição: é uma página que traz uma caricatura de Maomé, com lágrima no olho, segurando um papel com uma frase imponente. A tradução do título fica assim: “Tudo está perdoado”. A frase é igual à utilizada por milhões de pessoas que se manifestaram em defesa da liberdade de expressão.

Este fato, infelizmente, este atentado, passa a mudar a configuração da indústria da mídia. E, aqui no Brasil, também serão incorporadas as necessidades de medidas contra o terrorismo. Isto quer dizer, voltamos a questão da tolerância, já que tudo passa também por questões políticas, sociais e de dominação, onde prevalece o poder. E, principalmente, o comportamento humano, de uma geração para a outra, que segue as doutrinas e as crenças, que em muitas sociedades, o viver é não ter o respeito um pelo outro.

Para nós brasileiros, já sabemos que 2015 (hoje, 14 dias deste ano já se foram) não teremos paradas tão expressivas, como uma divisão transparente do primeiro e o segundo semestre. Como foi no não passado, quando teve a separação de 2014, com 30 dias para a realização da Copa do Mundo e, depois dias que formaram no segundo semestre a expectativa para a eleição presidencial e cargos legislativos, ambos os temas dominaram a nossa comunicação.

Já para este ano a indústria da mídia está com mais opções, mesmo sendo alternativas de “lead” ou “de tema” com menor grau de intensidade nos nosso dia-a-dia. Será um vasto mapa de assuntos em ciência e tecnologia e, nos ajustes da economia no Brasil e no Mundo. E… gente vamos falar de boas notícias, que neste caso é a agenda cultural. Teremos daqui a pouco o carnaval, a maior expressão popular por regiões brasileiras. É o que impulsiona o socioeconômico em diversos setores da indústria, turismo e prestação de serviço. Já em setembro, temos mais um exemplo, que é o Rock In Rio, que é mais do que uma demonstração musical e, sim uma junção de comportamento, tendências e encontros.

A nossa dica para você são os colunistas do POR DENTRO DA MÍDIA que estão em atividade e atualizam o caso Charlie Hebdo. E, mais: as expectativas para a indústria da comunicação em 2015.

Clique para ler e acompanhar os colunistas do POR DENTRO DA MÍDIA

http://pordentrodamidia.com.br/colunistas/

Clique para saber das projeções para a comunicação em 2015

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/_ed832_as_apostas_para_o_jornalismo_em_2015

 

Resumo da Semana PDM 15/11/14