ESCOLHA A ESTAÇÃO E EMBARQUE EM MAIS UMA VIAGEM LITERÁRIA

 

A semana dos leitores do Metrô de São Paulo exibe títulos que abraçam uma análise psicológica de Jesus Cristo, heróis assassinos da Renascença e uma curiosa novela sobre política paroquial no interior da Inglaterra. Começamos pela biografia de um atleta brasileiro que não dispensa assuntos polêmicos. Escolha a estação e embarque em mais esta viagem literária.

Estação Paulista, Linha Amarela – “Giba Neles”, de Giba Luiz Paulo Montes.Biografia de um dos melhores jogadores da seleção brasileira de vôlei. Revela como a equipe “entregou” a partida para ser derrotada pela Bulgária no Mundial de 2010 para ficar numa chave teoricamente mais fácil. Fala do uso de maconha, exames antidoping e outras revelações.

***

foto: DSC_0195
capa: CURY

Estação Armênia, Linha Azul – “O Mestre dos Mestres”, de Augusto Cury. É o primeiro volume da série Análise da Inteligência de Cristo, que trata do tema sob o ângulo da Psicologia. A obra pretende ser ecumênica sem se ater uma ou outra religião. Aos 57 anos, o autor é médico psiquiatra. Seus 43 títulos de livros já venderam 25 milhões de exemplares.

***

foto: CAM163365
capa: JK

Estação Paraíso, Linha Verde – “Morte Súbita”, de J. K. Rowling. Publicado em 2012, é o primeiro livro para adultos da autora da saga juvenil de Harry Potter. A morte de importante membro do Conselho Municipal de uma aldeia na Inglaterra deixa vago seu cargo. Nova eleição abre uma guerra política no lugarejo. Tem humor e crítica social de costumes.

***

foto:DSC_0012
capa: CREED

Estação Armênia, Linha Azul – “Assassin´s Creed: A Irmandade”, de Oliver Bowden. Baseada no videogame que se tornou cult. Segundo romance da saga que relata os bastidores do poder nos tempos da Renascença Italiana durante confronto dos ‘Assassin´s Creed’ (uma ordem de assassinos) e os Templários. Publicado originalmente em 2011.

***

foto: _20160127_072649
capa: AMIGA

Estação Luz, Linha Amarela – “A Amiga Genial”, de Elena Ferrante. Há um mistério sobre essa escritora italiana, cuja identidade real é desconhecida. Acredita-se que seja de Nápoles e talvez seja um homem. Elena Ferrante é um pseudônimo. Este livro trata de duas amigas de infância que compartilham confidências e experiência. Uma delas, porém, desaparece.

***

foto: DSC_0638

Na semana que vem, mais livros em novas viagens.

Sempre aqui. PRÓXIMA ESTAÇÃO: LEITURA NO METRÔ.