EM PAUTA: O PAÍS QUE CAUSAR DANOS VAI TER QUE ASSUMIR O DÉFICIT AMBIENTAL

O chanceler Luiz Alberto Figueiredo e a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira na Conferência sobre Mudança Climática da ONU (COP19) nesta semana.

O chanceler Luiz Alberto Figueiredo e a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira na Conferência sobre Mudança Climática da ONU (COP19) nesta semana.

O chanceler Luiz Alberto Figueiredo e a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, representaram o Brasil na última fase da Conferência sobre Mudança Climática da ONU (COP19) nesta semana.

Mas na verdade as rodadas estão sendo realizadas em Varsóvia começaram dia 11 e procuram pactuar um roteiro que leve a um acordo definitivo que permita reduzir as emissões de gases poluentes.

O que nós podemos analisar o que foi apresentado e com mais detalhes de bastidores. O Brasil levou a proposta de adoção de um modelo de responsabilidade histórica. Ou seja, cada um vai compensar pelos danos que causou e não dividir a conta desse déficit ambiental de forma igual por todas as nações independente de seu grau de poluição.

O evento, que vinha sendo negligenciado pelos principais chefes de estado nos primeiros painéis no início do mês ganhou importância com a própria natureza, em fúria, chamando a atenção: a tragédia com o supertufão nas Filipinas, a série de mais de 80 tornados esta semana nos Estados Unidos. E ainda se não bastasse na Indonésia e em Sumatra dois vulcões entraram em atividade enquanto o Etna, na Itália também voltou despertou. É como se a natureza despertasse a atenção das autoridades que até então estavam fazendo apenas “cara de paisagem”.

 

download-81LUIZ ANDRÉ FERREIRA – Mestre em Projetos Sociais e mestre em bens culturais pela FGV, tem a coluna: Em Pauta, no Por Dentro da Mídia, que é um para que todos possam contribuir com o que realmente merece ficar em pauta. A mobilização da sociedade e do jornalismo construtivo. Uma vez por semana tem EM PAUTA, clique aqui no Por Dentro da Mídia – Em Pauta para ler todos os textos.

Comentários estão fechados.