CAPÍTULO: Foto que se tornou o símbolo da repressão promovida pela ditadura

CAPÍTULO: Foto que se tornou o símbolo da repressão promovida pela ditadura

 banner_pqlateral

PARA VOCÊ LER…..

121967-270x370-1

Segundo Audálio Dantas, presidente do Sindicato dos Jornalistas em 1975, o depoimento de Silvaldo * é mais um elemento importante para entender os fatos ocorridos no período. “Cada vez o caso Herzog aparece de ângulos diferentes. E o fotógrafo, no mínimo, foi temeroso demais naquela época, o que se justifica, do ponto de vista humano, que uma pessoa teme a repressão. De certa forma, ele está se penitenciando ao vir a público depois de tanto tempo.”

Quem e Silvaldo * ?

Silvaldo o fotógrafo da Polícia Civil de São Paulo, o santista Silvaldo Leung Vieira, então com 22 anos, foi recrutado pelo Dops (Departamento de Ordem Social e Política) para uma de suas primeiras “aulas práticas”: o registro do cadáver do jornalista, que havia comparecido espontaneamente ao DOI-Codi, após ter sido procurado por agentes da repressão em sua casa e na TV Cultura, onde trabalhava como diretor de jornalismo. Ele tinha ligações com o PCB (Partido Comunista Brasileiro), mas não chegou a ter atividades na clandestinidade.

Audálio Dantas.

TEM O ESPAÇO “INCENTIVO À LEITURA NAS CIDADES, POR DENTRO DA MÍDIA indica onde estão as ações em prol do livro.

 buscape

BOA PRÁTICA: Uma caravana para incentivar o hábito da leitura está percorrendo cidades da região da Baixada Santista e Vale do Ribeira, em São Paulo. O projeto “Caravana da Leitura”.São 22 títulos de livros diferentes, para todas as idades, vendidos a preços baixos, R$ 2. Laé de Souza, escritor e idealizador da caravana, acredita que a iniciativa acaba com a ideia de que brasileiro não gosta de ler. O escritor organiza projetos de leitura há 15 anos visitando praças, hospitais, parque e escolas. Cerca de 200 mil livros são vendidos por ano em projetos de incentivo à leitura. “A “Caravana da Leitura” visita cerca de 40 cidades por ano, ficando um dia em cada município. Nos últimos dias o projeto visitou Santos, Guarujá, Peruíbe e Pedro de Toledo.